De onde vem a criatividade


"Criatividade é juntar vários ingredientes e transformar em algo surpreendente."

Sempre que conhecemos pessoas criativas ficamos maravilhados com a capacidade de inovação e ideias que a pessoa tem. Parece que a vida é uma aventura cheia de curiosidade.

Aí está a chave da criatividade - a curiosidade. Pessoas criativas são sempre curiosas e sempre tem muitas perguntas. Nem sempre perguntas em voz alta, mas perguntas internas mesmo. Necessidade de respostas para perguntas que nunca param de surgir.

É como alguém que nunca deixou de ser criança sabe? Que a escola formal não corrompeu?

Criança faz pergunta o tempo todo, mexe em tudo por pura curiosidade, e assim aprende, se desenvolve e busca mais, sempre mais.

Mas como manter viva a curiosidade depois de adulto vivendo em um mundo de obrigações e respostas prontas?

Parece que a gente já nasce com uma agenda a cumprir, com tudo determinado quando e o que aprender durante a vida. Aos 6 anos ir pra escola, aprender ler, escrever, fazer contas. Depois vem a gramática, geografia, história.....assim, goela abaixo.

Aprender é muito bom. Até mesmo aprender gramática pode ser bom se existe curiosidade. 

A gente aprende pra dar respostas. Se não temos perguntas , as respostas ficam vazias.

Mas...nunca é tarde para reaprender a ser criativo. Vou dar algumas dicas que acho essenciais no meu dia-a-dia para manter acesa aquela vontade maluca de aprender coisas:

1- Consumir conteúdo de qualidade - O que você produz é resultado do que você consome. É tudo que você vê, lê, conversa, ouve e vivencia e depois transforma em algo seu. 

Ninguém produz do nada. Tem que se consumir muita coisa boa pra criar coisa boa. Depois, um pouquinho de ócio criativo...e lá vem o resultado.

Nossa mente subconsciente é fera em processar todos os estímulos que recebemos e transformar em alguma coisa externa. 

Ou seja, se você consumir porcaria, não tem como sair algo bom...

Então o segredo é: ler livros, ler coisas boas na internet, ver bons filmes, ouvir boa música, visitar lugares inspiradores. Tudo isso é alimento para a mente criativa.

2- Conviver com pessoas interessantes - É isso mesmo! se relacionar com pessoas melhores que você em algum aspecto. Pode ser alguém que sabe mais de um determinado tema, alguém mais desenvolvido, mais experiente ou mais criativo. Você acaba pegando a "vibe" da pessoa ou do grupo e quando se dá conta já aprendeu muita coisa nova.

3- Se inspirar em alguém que você admira - Pode ser alguém próximo, alguém na internet, no trabalho...tanto faz. Tem que ser alguém que te inspire a ser melhor a cada dia. Alguém que seja um exemplo de superação e criatividade. 

Olha...isso tem um poder enorme de motivar a gente.

4- Descobrir sua melhor forma de aprender - Já falo isso faz tempo, mas não custa repetir: Cada um tem seu jeito natural de aprender e quando você descobre o seu, você pode aprender o que você quiser. 

Hoje temos muitos estudos sobre estilos de aprendizagem, perfis e linguagens da mente. Já escrevi alguns artigos aqui no blog sobre isso e recomendei algumas leituras importantes. Para relembrar veja nos links: 

Mas por que é importante saber a melhor forma de aprender?

Simples. Porque para ser criativo você precisa desenvolver sua autoconfiança. Uma coisa que vem sendo prejudicada com o sistema educacional que exige que todos sejam iguais, tenham os mesmos processos de aprender. Um sistema injusto que privilegia um tipo de aprendedor. 

Quando você entende seu processo de aprender, você fica livre dos padrões e explora seu potencial com confiança. 

As pessoas mais bem sucedidas são aquelas que possuem autoconhecimento e confiança no seu potencial.


A criatividade não brota de uma mente vazia. A criatividade nasce de uma mente cheia de boas informações e boas experiências.

Que tal ser criativo mais uma vez?

Débora Aquino 
Empreendedora, autodidata, especialista em aprendizagem personalizada e jardineira amadora.


Comentários

Postar um comentário

Deixe seu comentário ;)