Você conhece todo seu potencial?


Fomos criados para ter um bom emprego, cumprir ordens e andar na linha. Quando crianças, o melhor elogio que ouvíamos era "parabéns, você é muito obediente..." Obedientes, disciplinados, resignados , quietos, trabalhadores...

Poucos tiveram a chance de escolher o que realmente gostariam de fazer. A estabilidade estava acima e era valorizada assustadoramente.

A maioria dos pais sonhava que o filho passasse em algum concurso público e vivesse tranquilo até o fim da vida.

As coisas mudam. Hoje a estabilidade não existe mais e a tranquilidade até o fim da vida menos ainda.

Carregamos conosco marcas de uma época em que a profissão de cada um era escolhida aos 18 anos e a pergunta " o que você vai ser quando crescer" ainda fazia sentido.

Hoje, com tudo mudando tão rápido, dar uma resposta a esta pergunta é quase impossível por motivos simples: Você não precisa ser uma coisa só e pode mudar de ideia quantas vezes quiser.

Confesso que ainda fico pensativa quando tenho que preencher algum formulário informando minha (única) profissão. Professora? Escritora? Empreendedora?

E tudo pode mudar a qualquer momento...posso descobrir uma coisa nova e decidir me dedicar a ela, variar nas atividades...e tudo bem.

Falei tudo isto até aqui para chegar em uma pergunta:

"Você conhece todo seu potencial?"

Com toda essa expectativa em conseguir um emprego, ter uma estabilidade, nos acostumamos a fazer as coisas "do jeito que era pra ser feito", e não do nosso jeito.

Passamos por cima da nossa criatividade, abafamos nosso feeling e simplesmente cumprimos ordens. Primeiro ordens dos pais, depois do diretor, do coordenador e assim a vida vai passando.

Se você pudesse mudar algo na rotina e na dinâmica do seu trabalho, o que mudaria?

Que soluções você enxerga para algumas situações burocráticas e sem sentido que se você pudesse faria diferente?

É uma reunião que não  chega a lugar nenhum? É a forma de avaliar? É a divisão de horários? o planejamento?

Exercite sua capacidade criativa e encontre soluções para pequenos problemas. Anote, fale com alguém...

Com este exercício você vai perceber como está sua capacidade de resolver problemas , criar estratégias criativas e inovar.

Escreva e leia suas próprias ideias. O que você acha delas? Faz sentido?

Uma vez que você começa a se descobrir não tem mais volta. Você vira um inconformado. Um outlier, alguém muito acima da média.

Por mais que não tenhamos sido incentivados a botar as ideias pra fora, você vai ver que é capaz de ter ideias ótimas.

Quantas vezes você já viu a atitude de alguém "importante" e achou que faria melhor?

Não é da competição que estou falando. É do seu potencial!

Comece a observar e alimentar seu potencial como algo muito valioso que você tem. Junte-se a pessoas que você admira, aprenda com elas e você crescerá muito.

Tenha um mentor. Alguém em que você possa se inspirar e te ofereça uma curadoria de conteúdos relevantes. Pode ser alguém que você conheça ou até mesmo alguém online que nem precisa saber que você se inspira nele. O importante é crescer, evoluir.

Quando você colocar uma ideia em prática e começar a apreciar o resultado dela você se sentirá uma pessoa extraordinária!!! E é isso que eu desejo a você agora.


Débora Aquino - Educação Criativa




Comentários