Lean education - A vida é agora!

O que a escola tem a aprender com a vida?
Soa estranho esta pergunta?
Sabemos que o mundo não para, acordamos todos os dias com uma nova invenção. Tudo precisa ser prático e aplicável.



Estamos reaprendendo a viver, construir, e nos relacionar. Quebramos padrões ineficazes, valorizamos a qualidade de vida e evoluimos.

Nossa cultura é moldada por uma série de fatores e nunca é estática. O mundo hoje funciona de uma forma totalmente diferente do que há 10 anos atrás. 





Queremos soluções para nossos problemas reais, para otimizar nosso dia-a-dia e não sermos sufocados pela quantidade de informações que recebemos.

Nosso cérebro também se adaptou: pensar rápido, perceber rápido, mudar rápido.
Valorizamos o conhecimento relevante e relutamos em aceitar padrões burocráticos sem sentido. Queremos aprender coisas que nos façam sentido, que promova transformação.

Coworking - espaço onde se reúnem diariamente milhares de pessoas a fim de trabalhar em um ambiente inspirador.


Novos modelos de empresas e organizações vão surgindo, jovens criativos criando startups, gerando valor uns para os outros com investimentos baixos e estruturas adaptadas. Espaços colaborativos , networking e economia criativa. Vai se desenhando um novo modelo de sociedade baseada na colaboração e auto-desenvolvimento.

Modelos que provam que é possivel um novo tipo de organização que deixa pra trás a rigidez hierárquica e protocolos sem valor real. 


Seria ingenuidade pensar que só a escola ficaria isenta desta mudança inevitável. O sistema de ensino também precisa com urgência se reestruturar e professores estão sentindo na pele esta necessidade.
Ninguém quer mais aprender para a prova, o aprender precisa ser para a vida, e a vida é agora!

A adaptação do currículo e metodologias de ensino precisa atender demandas reais de conhecimento mais enxutas(lean), objetivas e relevantes. Aprender algo que faça sentido é desafiador, gera curiosidade e engajamento.


Conteúdos trabalhados no momento inadequado levam ao desinteresse e não geram valor algum ao aluno. A falsa satisfação da nota no boletim já não cola mais. O aprendizado precisa ser real e fazer diferença na vida do aluno.

Não tem como fugir. Para que a escola seja um espaço relevante para a vida, ela precisa fazer parte da vida - da vida real!

Débora Aquino - Educação Criativa








Comentários